You are here

Atendimento na maternidade é normalizado, diz Santa Casa de Mogi | Mogi das Cruzes e Suzano

Decisão de retomada de partos ocorreu no fim da manhã desta sexta-feira (30). A unidade tinha divulgado na quinta-feira suspensão por causa de superlotação.

Santa Casa adotou suspensão de partos duas vezes em menos de dois meses. (Foto: Reprodução/TV Diário)Santa Casa adotou suspensão de partos duas vezes em menos de dois meses. (Foto: Reprodução/TV Diário)

Santa Casa adotou suspensão de partos duas vezes em menos de dois meses. (Foto: Reprodução/TV Diário)

O atendimento na maternidade da Santa Casa de Mogi das Cruzes foi normalizado nesta sexta-feira (30), segundo a direção da unidade. Na quinta-feira (29), por causa da superlotação, a unidade havia anunciado a suspensão de partos. Apenas mulheres que chegavam com o bebê já nascendo ou casos graves eram atendidos.

Apesar da retomada do atendimento, a lotação no setor continua. Nesta sexta, há 61 mulheres internadas na maternidade, enquanto a capacidade é para 38. Há expectativa de alta para 25 pacientes nesta sexta.

Esta foi a segunda suspensão em menos de dois meses. Em uma reunião nesta quinta com a Secretaria Municipal de Saúde, a direção do hospital havia detalhado que a maternidade tem 38 vagas, mas tinha 73 pacientes estão internadas, quase o dobro que a capacidade. Algumas mulheres tinham sido acomodadas em outras enfermarias da Santa Casa.

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal não foi afetada. “Felizmente, a situação é preocupante apenas na Maternidade, porque a grande maioria dos bebês que nasceram nos últimos dias está saudável, com peso normal e podendo desfrutar do alojamento conjunto com as mães”, pontuou o diretor técnico da Santa Casa, Ricardo Bastos.

A última suspensão no atendimento da Santa Casa foi em maio, quando o setor chegou a operar com 71 gestantes. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, precisam ser criados pelo menos 20 leitos na maternidade para desafogar o atendimento. No final do mês de maio, a situação se regularizou.

Diante desses problemas, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o prefeito Marcus Melo e o secretário Téo Cusatis estiveram com o secretário estadual de Saúde, David Uip, para pedir apoio do Governo do Estado na ampliação da Maternidade na Santa Casa de Misericórdia de Mogi das Cruzes ou a possiblidade de implantação de um novo serviço. A instituição também busca a adequações de layout dos setores para buscar uma solução mais imediata.

Source

Related posts

Leave a Comment