You are here

Ataque a cassino nas Filipinas no deixa vtimas; polcia matou atirador – Internacional

Um hotel-cassino em Manila, capital filipina, foi alvo de tiros na madrugada desta sexta-feira (horrio local), em um ataque reivindicado pelo grupo extremista Estado Islmico (EI), e a polcia informou ter matado o atirador responsvel pelo ataque, que no deixou vtimas.

O atacante “est morto. Foi abatido por nossas tropas”, informou o comandante da polcia nacional, Ronald dela Rosa, emissora de TV GMA.

Logo aps a confirmao do ataque por parte do operador desse complexo turstico, o grupo extremista Estado Islmico (EI) assumiu a autoria da ao.

“O Resorts World Manila est interditado, depois de informes de disparos [efetuados] por homens no identificados”, relatou a empresa, mais cedo, em sua conta no Twitter.

“A companhia est trabalhando estreitamente com a Polcia nacional para garantir que todos os clientes e funcionrios estejam a salvo”, acrescentou.

Em uma nota, o EI informou que os autores do ataque eram soldados do grupo, segundo o SITE, uma pgina on-line que monitora as atividades de extremistas.

A Polcia confirmou os tiros no Resorts World, que fica em frente a um dos terminais do aeroporto internacional de Manila.

“No houve ningum atingido. No h refns”, declarou anteriormente dela Rosa DZMM radio.

O comandante da polcia relatou que um homem, que aparentemente agiu sozinho, caminhou para uma das reas do cassino e disparou com um rifle M4 contra uma tela de televiso, jogou gasolina na mesa de apostas e ateou fogo.

O agressor voltou a tirar, desta vez contra um local onde as fichas de jogo eram guardadas, e encheu uma mochila com vrias delas. O homem ento deixou esse espao e seguiu para a seo do hotel, continuou Dela Rosa.

– Atirador fugiu –

Imagens exibidas nas emissoras locais mostraram pessoas correndo no Reasorts World. O complexo foi cercado pela Polcia, depois das informaes sobre os tiros pouco aps a meia-noite.

“Ia voltar para o segundo andar, quando vi gente correndo. Alguns hspedes do hotel disseram que algum havia gritado ‘Isis’ (Estado Islmico)”, contou rdio DZMM Maricel Navarro, que trabalha no complexo.

“Os hspedes gritavam. Fomos para o poro e nos escondemos. As pessoas gritavam, os clientes e os funcionrios estavam aterrorizados”, acrescentou Navarro.

“Quando sentimos cheiro de fumaa, decidimos ir para a sada, no estacionamento. De l conseguimos sair, mas, antes de sair, ouvimos dois disparos, e tinha muita fumaa no trreo”, completou.

O presidente americano, Donald Trump, manifestou sua “tristeza” e suas condolncias pelas vtimas do que classificou como ataque “terrorista”.

” realmente muito triste o que est acontecendo em todo o mundo com o terrorismo. Nossos pensamentos e oraes esto com os afetados”, lamentou Trump, na Casa Branca, antes de anunciar a sada dos Estados Unidos do Acordo de Paris sobre o clima.

Na semana passada, o presidente filipino, Rodrigo Duterte, imps lei marcial em toda Mindanao (sul) para acabar com o que ele chamou de ameaa crescente do Estado Islmico na regio.

A declarao da lei marcial ocorreu logo aps militantes realizarem atos de violncia na cidade de Marawi (sul), que fica a 800 km de Manila. Foras de segurana ainda esto combatendo os militantes em Marawi. Esses confrontos j deixaram pelo menos 171 mortos.

Vivem nessa regio cerca de 20% dos mais de 100 milhes de habitantes do arquiplago.

Por ocasio desse anncio, Duterte alertou que pode vir a estender a lei marcial para o restante do pas, se a ameaa terrorista se espalhar.

Source

Related posts

Leave a Comment