You are here

Argo: Missão de substituir Palio e Punto – Automania

Rio – A Fiat lança, no Brasil, seu novo hatch compacto premium, o Argo. Ele terá a dura tarefa de substituir o Palio e o Punto, além de concorrer com adversários de peso, como o Chevrolet Onix e o Hyundai HB20. Com motores 1.0, 1.3 e 1.8, tem preço inicial a partir de R$ 46.800.

Na versão mais sofisticada da novidade, sigla HGT está de volta
Divulgação

De entrada, a versão Drive tem motor 1.0 Firefly, com três cilindros em linha, 72 cv de potência na gasolina e 77 no etanol, torque de 10,9 kgfm. Câmbio manual de cinco marchas combinado à direção elétrica assistida, freio a disco nas rodas dianteiras e tambor nas traseiras. A versão Drive 1.3 Firefly só muda o motor, que agora é de quatro cilindros em linha, 101 e 109 cv na gasolina e no etanol, respectivamente. O torque máximo é de 14,2 kgfm. A versão 1.3 GSR (antigo dualogic) só adiciona o câmbio automatizado, também de cinco marchas.

Há, também, as versões HGT, todas equipadas com o motor 1.8 de 16v E.Torq, de quatro cilindros que entrega 135 cavalos na gasolina e 139 no etanol. O torque máximo é de 19,3 kgfm e o câmbio manual. Para os que desejam a comodidade, a escolha certa é o HGT AT6 com câmbio automático convencional de seis velocidades. As versões Precision e a Opening Edition Mopar só trazem mudanças estéticas e de equipamentos.

O design do modelo lembra muito os carros europeus. Os faróis mais estreitos se parecem com os do Mobi e se estendem até o para-lamas. Já as lanternas traseiras se assemelham as presentes nos Alfa Romeo Stelvio e Giulietta. O que chama atenção no interior, além do acabamento, é a central multimídia de sete polegadas sensível ao toque, equipada com sistema que permite o espelhamento do smartphone.

Em parte, Argo se inspira em modelos Alfa Romeo. As lanternas traseiras, por exemplo, tem um ‘quê’ do SUV Stelvio e do hatch Giulietta
Divulgação

No quesito tamanho, de extensão, largura e altura são 4 m, 1,7 m e 1,5 m, respectivamente. A distância entre-eixos é de 2,5 m e ele fica a pelo menos 15 centímetros do chão. O porta-malas tem 300 litros de capacidade máxima e o tanque de combustível suporta 48 litros.

O consumo de combustível vai de 14,2 km/l (gasolina/cidade) e 15,1 km/l (gasolina/estrada) na versão 1.0. Com o motor 1.8, faz 9,9 km/l (gasolina/cidade) e 12,8 km/l (gasolina/estrada).

Drive 1.0

O Argo drive tem entre os itens de série a direção elétrica, ar-condicionado, quadro de instrumentos com display digital de 3,5 polegadas, banco do motorista com ajuste de altura, cintos de segurança retráteis de três pontos para todos os ocupantes, sistema Start&Stop, fixação Isofix, vidros e travas elétricas. Para esta versão os opcionais são: kit multimídia com tela de sete polegadas, volante multifuncional e 2ª porta USB, kit parking com câmera traseira e sensor de estacionamento, kit convenience com retrovisores externos elétricos, luzes integradas, rebatimento e vidro elétrico traseiro e rádio connect com Bluetooth e comandos no volante.

Central multimídia no interior espelha smartphones e é comandada por toques na tela
Divulgação

Drive 1.3

Todos os ítens de série da versão drive, com a adição do kit multimídia. O único opcional que o diferencia da versão 1.0 é o kit stile com faróis de neblina e rodas de liga leve aro 15.

Drive 1.3 GSR

A versão GSR tem controles de tração, estabilidade e sistema Hill-Holder. A função evita que o carro se mova em breves paradas com inclinação. Também há o controle de velocidade de cruzeiro, apoio de braço para o motorista, vidro elétrico traseiro e retrovisores externos elétricos com função tilt down — rebaixa o retrovisor direito quando o motorista engata a ré — e repetidores.

Precision 1.8

Todos os itens da versão GSR mais alarme antifurto, faróis com luz de posição a LED, faróis de neblina, rodas de liga leve com aro 15 e banco traseiro bipartido. Seus opcionais são: kit tech com ar-condicionado digital, quadro de instrumentos com tela de sete polegadas, sensores de chuva e luz, retrovisor antiofuscante e chave com sensor de presença, airbags laterais e kit stile com bancos revestidos em couro e rodas de liga leve aro 16.

Motor 1.8 é o E-TorQ, velho conhecido
Divulgação

Precision 1.8 AT6

Além de tudo que está presente nas versão manual, o Precision automático tem o câmbio automático de seis marchas, com possibilidade de trocas por paddle shifts junto ao volante.

Mais Automania:

teste

HGT 1.8

Ideal para quem gosta de esportividade, o HGT traz mudanças no visual e há quadro de instrumentos de sete polegadas. Na dianteira, há apliques em vermelho no para-choque e no painel. Nesta versão, foram adicionados spoilers no para-choque, moldura preta na parte inferior da lateral e nas caixas de roda. Um detalhe interessante é a ponteira de escapamento cromado. Fora os opcionais presentes no Precision, o HGT possibilita a adição do kit stile com bancos em couro e rodas de liga leve aro 17.

HGT 1.8 AT6

Ele apenas se difere do manual pelo câmbio automático de seis marchas.A Opening Mopar será uma versão de lançamento limitada a mil unidades que tem acessórios Mopar adicionados a todo o pacote da versão mais cara, o HGT 1.8 automático. Modelo estará disponível apenas na cor azul, com retrovisores pretos, aerofólio na traseira e rodas de liga leve 16 escurecidas.

Reportagem do estagiário Lucas Cardoso sob supervisão de Herculano Filho

Source

Related posts

Leave a Comment