You are here

Análise: Robinho sai do banco, ganha liberdade e muda o Galo em virada | atlético-mg

A temporada 2017 de Robinho está longe de ser parecida com a de 2016, a primeira dele no Atlético-MG, quando foi o artilheiro do time no ano, com 25 gols marcados. Reflexo do ano ruim do camisa 7 está na posição onde começou as duas últimas partidas. Contra Santos e Botafogo, ficou no banco de reservas, dando lugar no time titular para Marlone. No entanto, contra o Atlético-GO, ele mostrou que ainda pode ser decisivo – mas precisa estar bem fisicamente.

Depois de um primeiro tempo apagado do Galo no Estádio Olímpico, em Goiânia, Robinho foi a solução ofensiva encontrada por Roger Machado. Sem finalizar no primeiro tempo, o time cresceu na segunda etapa, muito em função da entrada do atacante. Com o camisa 7 em campo, o Atlético-MG teve muito mais mobilidade e conseguiu envolver a defesa do Dragão, encaminhando a virada e uma das melhores campanhas fora de casa do Brasileirão.

Robinho entrou bem fisicamente e sem uma grande necessidade de auxiliar na marcação, ficando ela a cargo de Adilson, Rafael Carioca e Elias. Caindo mais pelo lado esquerdo, mas com boa participação também em jogadas no meio de campo, a presença do Rei das Pedaladas deu nova vida ao ataque alvinegro, mesmo sem participar diretamente dos gols. No primeiro, Cazares deu assistência para Fred, e no segundo, foi cruzamento de Alex Silva e cabeçada de Elias.

– (Robinho) Deu uma resposta muito boa no segundo tempo. O Marlone não conseguiu repetir o que fez no jogo contra o Santos, que foi a busca pela profundidade. Não posso atacar do lado apenas com os laterais – destacou Roger Machado, ao analisar a atuação de Robinho, que começou no banco pelo segundo jogo seguido.

Sem ter a marcação como prioridade e com a parte física boa, Robinho mostrou contra o Atlético-GO que ainda pode ser decisivo. Contra o Bahia, por exemplo, na próxima rodada do Brasileirão, ele não poderá ser utilizado, já que levou o terceiro cartão amarelo. Sendo assim, a parte física estará em dia para o confronto contra o Vasco, no domingo, e também contra o Botafogo, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Ainda com um pouco de desconfiança dos atleticanos, os dois próximos jogos que Robinho ficará à disposição de Roger Machado serão cruciais para ele voltar a ter o carinho dos torcedores de volta, assim como foi em 2016.

Source

Related posts

Leave a Comment